Escolha uma Página

O maior evento de Pecuária da América Latina reuniu nesta segunda-feira, dia 13, em almoço na Churrascaria Barbacoa, em Campinas (SP), jornalistas dos estados mais representativos da produção e do processamento de carne bovina do Brasil, além dos presidentes da Associação Brasileira de Marketing Rural & Agronegócio e Associação Nacional da Pecuária Intensiva (Nova Assocon). O objetivo central foi divulgar todas as novidades que vão marcar o evento de 6 a 8 de junho, no Centro de Eventos Pro Magno, em São Paulo, que vai reunir 15 mil profissionais envolvidos com a cadeia da proteína mais valorizada do planeta, sessenta empresas do setor, pesquisadores em workshops dinâmicos e interativos, além de 500 animais das raças mais representativas da cadeia pecuária nacional em leilões, julgamentos e mostras, além de uma seleção das boutiques e dos açougues de carnes premium da capital latino-americana de negócios, oficinas de gastronomia e uma noite especial com churrasco e momentos de descontração numa atração exclusiva proporcionada pelos organizadores.

“A terceira edição da BeefExpo vem mostrar mais novidades ainda para a cadeia produtiva. Inovação na apresentação dos conteúdos, um novo formato na Feira de Negócios, um desenho diferente na apresentação dos animais em pista e leilões, e a vitrine da carne, do alimento, produto final e objetivo maior de toda a cadeia na forma mais saborosa, macia, agradável e festiva que todos poderiam encontrar. E novidades que ainda não podemos anunciar para não sermos copiados. Estamos preparando um cardápio incomparável e imperdível para o junho da pecuária brasileira”, resumiu Flávia Roppa, diretora da Safeayagro, organizadora do evento e presidente da BeefExpo 2017.

O meeting Beefexpo 2017 contou com a participação de jornalistas de São Paulo, Bebedouro, Sorocaba (SP), Rio de Janeiro (RJ), Paraupebas (PA), Manaus (AM), Barreiras (BA), Palmas (TO), Cuiabá (MT), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC) e Goiânia (GO). Eles integram o Road Tour que a Texto Assessoria, parceira da BeefExpo, está promovendo nesta semana em propriedades rurais e projetos de proteína animal de Minas Gerais e São Paulo. Os profissionais da Imprensa acompanharam a apresentação da diretora da Safeway e do consultor, especialista e responsável por toda a seção de animais presenciais do evento, Ricardo Baldo. Eles fizeram perguntas e tiraram dúvidas a cada informação prestada. Eles elogiaram a organização do evento e a confirmaram a grandiosidade da BeefExpo. “Nosso foco em termos de animais é, cada vez mais, mostrar qualidade e representatividade no que vai se tornar alimento na mesa de brasileiros e clientes internacionais. Toda raça que foca seu trabalho em atender o consumidor com produtos de categoria vai estar presente na pista e nos espaços da BeefExpo”, adiantou Ricardo Baldo.

A organização da BeefExpo 2017 também abriu espaço para um mergulho em debates que envolvem o trabalho da Associação Brasileira de Marketing Rural & Agronegócio em 2017 e os planos da Associação Nacional da Pecuária Intensiva, a Nova Assocon, em postura diferente, reformulada a partir de setembro do ano passado. Jorge Espanha e Maurício Mendes, presidente e diretor, respectivamente, da ABMR&A, destacaram o trabalho feito pela entidade desde 1975 e a importância de atuar em comunicação num setor que é responsável por 23% do Produto Interno do Brasil (PIB), um valor de produção que alcança R$ 450 bilhões ao ano e que gerou R$ 900 bilhões de reservas ao governo brasileiro nos últimos 17 anos. “Em maio, estaremos divulgando a sétima rodada da pesquisa realizada com 2.800 produtores rurais de onze estados brasileiros, no que é o levantamento mais completo realizado sobre o assunto no país. É mais um passo importante para podermos conhecer em profundidade a rotina e os gostos dos empreendedores rurais do país. Isso ajuda bastante na comunicação do segmento”, falou Maurício Mendes. “O reconhecimento da força produtiva e enriquecedora do Agro brasileiro vem aumentando. Ainda há muito o que fazer, mas o caminho é positivo e eventos como a BeefExpo, onde a ABMR&A vai estar presente, só ajudam a trilhar esta jornada”, completou Jorge Espanha.

O presidente do Conselho da Nova Assocon, Alberto Pessina, falou sobre as perspectivas da pecuária para os próximos anos e a importância dos mercados nacional e internacional, além do consumidor, como fatores decisivos para os pecuaristas e a indústria ganharem cada vez mais espaço. “A Pecuária tem uma cadeia gigantesca. A parte da produção está bem resolvida pelos elos. Falta atuarmos com mais decisão sobre a parte dos acordos comerciais, legislação, normas e preferência dos consumidores. Esta é a Nova Assocon. Ajudar a criar demanda, com intenso relacionamento com a Indústria, debatendo os mercados locais e internacionais e sempre de olho na qualidade do produto final”, analisou. Pessina ainda abordou a mudança do ciclo pecuário, a queda no abate de cabeças dos últimos dois anos, os preços do boi gordo, a queda no preço da arroba no mercado futuro e os impactos dos custos de produção. “As margens vão permanecer apertadas para o confinamento em 2017. Mesmo com milho, bezerro e boi magro mais baratos”, concluiu.

A terceira edição da BeefExpo, o mais completo evento da cadeia da carne bovina da América Latina, programado para 6 a 8 de junho de 2017, no Centro de Eventos Pro Magno, em São Paulo, terá 500 bovinos de alta capacidade genética, exposição comercial de 60 empresas dos vários segmentos, três dezenas de conferências dos temas mais relevantes para a atividade, eventos de gastronomia, homenagens a personalidades da pecuária e leilões de genética de alta qualidade. Tudo isso em área de 36.000 m2 climatizada, com estacionamento amplo e total comodidade para os visitantes. “Projetamos a BeefExpo para ser o mais completo evento da cadeia da carne bovina da América Latina. O local é especial, assim como a programação técnica e comercial, definida para atender aos interesses dos pecuaristas, técnicos, apaixonados por carne, entidades de classe e empresas do setor, contribuindo para tornar o evento um ambiente perfeito para negócios, relacionamento e disseminação de conhecimento”, concluiu Flavia Roppa.